terça-feira, 13 de setembro de 2016

encosta sem árvores


Quero uma linha de árvores, ou uma simples árvore para a minha encosta, queria um pinheiro, um carvalho ou medronheiro, só algo que me desse sombra, e que protegesse aquela planta que se foi embora, que partiu naquele incêndio de verão e deixou-me ainda mais erma, minha bela encosta, de matagais de urzes e muitas outras, profunda e íngreme, queria, e pedia, uma única árvore,... das da tua encosta... ainda com sombra,... ainda com desejos...

by Rui Faria
Enviar um comentário