terça-feira, 14 de junho de 2016

Pieris em grupo


Mesmo depois de um rio ser desviado do seu leito à muito tempo para irrigação de campos, ou de uma alta barragem empobrecedora de vida, os espetáculos naturais nunca cessam, nem se interrompem, e são deslocados pelas condições locais ou pela floração de sítios super abundantes em alimento...
No que deveria ser esse leito, coberto pelas frescas águas que vinham do interior alentejano, que são aprisionadas pela barragem de Pego do Altar, e pelo canal de irrigação, está agora a pequena cascalheira a descoberto, frondeada por potentes e altas exóticas que se estendem pela zona calma... Mas as borboletas Pieris concentram-se ali para o festim breve...

Enviar um comentário