quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

queda de neve húmida



Neve húmida que cais incessantemente do céu claro, branqueando a paisagem nesse tom monótono e homogéneo, como névoa que embacia o ar e se gela como flechas cortantes e agulhas voadoras... Neve húmida que cai lá de cima e ventos que a empurram, que a doseam, que fazem essa miríade gelada espalhar-se por cada recanto, cravando-se em um manto, e mais um vez a cor é o branco...
Serra que recebes essa neve húmida, que encharca e empapa a camada de solo, que gela à superfície, que esfria,... Ohh, neve...
Enviar um comentário