terça-feira, 5 de janeiro de 2016

cristas xistosas


Para oriente da serra de Pias, a terra parece que foi aspirada ou varrida, criando esta espetacular formação de cristas xistosas. Natural sim, mas influenciada obviamente por fatores externos e de caráter antrópico, como o pastoreio intensivo, o corte de árvores e a roça de matos, e naturalmente os incêndios cíclicos. É por estes recantos que visito uma vez e outra em busca de novas plantas, mas já sei que as conheço na sua maioria, de invertebrados se a época quente se propiciar ou de texturas geológicas, mas no final procuro algo, ... procuro o que não estou à espera, sem instintos, porque se há coisa que aprendi, foi que se esperarmos muito algo, essa espera torna-se em desespero, e só a sorte pode acabar imediatamente com esse desespero, ou por último o inesperado, que provoca aquele sorriso intemporal e que nunca se esquece!... o sorriso de, finalmente chegou, ou finalmente encontrei, ou finalmente sou...
Mas e o percorrer destas cristas com sabor a terras selvagens e lugares remotos...
Inolvidável...!
Enviar um comentário