terça-feira, 29 de dezembro de 2015

amarelo, flor e gota...


Bem, o amarelo, sólido e impávido, no entreabrir daquelas flores bonitas e cheirosas, na manhã de orvalho, fresca e nublada, com a humidade ao rubro, e as gotas frescas e transparentes que se arrastam pelas pétalas e se tentam precipitar no abismo minúsculo do arbusto... É o amarelo amarelado espelhado pelo líquido babado, pela ternura da imagem que se entrega na união de dois tons. É a flor na floração, é a flor...
Enviar um comentário