segunda-feira, 5 de outubro de 2015

onde está o astro?


Não importa, amanhã é outro dia! É sempre outro dia, diferente, podes crer que eles nunca são iguais!
Aí vem a noite, escura e fria, encanto e mistério, algo, em que nos vemos com medo, pela quase cegueira que esse estado nos leva! Outras criaturas surgem no manto escuro, é o bom dia para elas!
Nós também somos criaturas, não muito dadas para a noite natural, mas há os que preferem as "nights", que no final, não importa se é dia ou noite, em indoor, nem se dá pela diferença e só o relógio nos chama à razão! 
Então lá se foi o astro, no seu habitual ciclo sem fim à vista, deixando um bom momento presente, mas que em última análise corresponde a todos os tempos, enquanto a nossa memória for boa em recordações, são imagens como estas que nos acompanham pela vida fora! São sempre as pequeninas coisas que fomentam a felicidade, e a grandeza é muito difícil de abraçar. Nesta Wild Iberia, as pequeninas coisas, tornam-se gigantes, todos têm tudo e tudo tem nada. As pequeninas vivências, momentos e experiências são esperienciados por todos nós, mas verdade seja dita, muito pouco saboreados. Quem já viu o nascer e o pôr do sol no mesmo dia que levante a mão, pois, confesso que nem eu, mas não espero pela demora, e diga-se de passagem, com a ajuda da força de vontade, é algo muito simples de alcançar e um momento inesquecível! 
Nesta Wild Iberia, as paisagens são incríveis, diversificadas, com tanto para escutar, ver e aprender! Com tantas cores escondidas, mas à vista! Com tantas texturas para apalpar e suavemente percorrer os dedos pelas (atenção às más interpretações! hehe) diferentes geologias do meio, pelos diferentes tecidos florais imóveis, e pelo olhar imóvel da passagem do tempo!

Serra do Pilar (Vila Nova de Gaia)
Nikon P600.
by Rui Faria
---------------
Obrigado a todos pelo carinho, pelo apoio, e por se deixarem embalar nas histórias, deste nosso cantinho!

Enviar um comentário