quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Dorcus parallelipipedus


Nas margens do belíssimo rio Minho, transfronteiriço, um imponente amial ergue-se, antigo, como uma floresta nórdica, húmido e rico em plantas de bosques.
No seu ritidoma, vi alguns Dorcus parallelipipedus, vagueando, sobre o musgo encrustado!

Enviar um comentário