domingo, 13 de setembro de 2015

Arundo donax- a questão

Se há planta que me tem intrigado, essa é a cana Arundo donax. Sempre fui em busca da originalidade de cada planta que cá temos, ou melhor cada planta silvestre que pode ser encontrada nos locais bravios. mas sempre fiquei com a impressão, de toda a informação que recolhi, que esta espécie é exotica, e foi trazida à muito tempo, mas ainda tenho as minhas dúvidas. E o mesmo se aplica ao Populus nigra, Ficus carica, e outros!

 Uma coisa é garantida, sendo ou não autóctone, é muito prolífica, e pode-se apoderar completamente de um habitat, mas as canas que sempre observei na restinga dunar da foz do douro sempre me levantaram questões! Também me levanta questões os indivíduos dispersos por barrancos , ribeiros e cursos de água de leitos secos espalhados um pouco pelo centro e sul do país. Para esses , parece-me bem integrados na paisagem com o resto das plantas silvestres. Agora se há lugar onde poderemos chamar-lhe invasora, é em muitos remansos e orlas de campos, mais frequentes no Alentejo e Lisboa com linhas altamente densas desta espécie.


A imagem acima foi tirada num leito de rio seco, às portas de Moura, perto da estrada, que liga a Safara!

Enviar um comentário