sexta-feira, 21 de agosto de 2015

no barranco da foz do Ardilla


Acima prosperam os montados de azinho e os olivais, mas aqui neste barranco apertado e vertiginoso em forma de garganta, nele refugiaram-se numerosas plantas, que à partida lá em cima seria muito difícil a sua sobrevivência, como é o caso da gilbardeira, Ruscus aculeatus.



pega-azul (Cyanopica cyanus)



Pormenor geológico do barranco.

fragas da foz do rio Ardilla



Barranco, margem esquerda do rio Ardilla. (Ardilla, foz no Guadiana)
by Rui Faria


Enviar um comentário