quinta-feira, 9 de julho de 2015

zoom na teia

Como pano de fundo o grande carvalhal da serra de Fafe em Lagoa. E agora podemos perguntar porque não está a teia ao centro dos dois ramos? Bem a explicação está mais do que evidente e pode ser complexa ou não! Interessante ver os dois fios que partem paralelos do ramo esquerdo para a teia voltada á direita e essencialmente presa ao ramo direito. Claro que a primeira e única pergunta é evidente no sentido de que no centro baloiçaria muito mais, à altura em que está, e possivelmente se destacaria ainda mais, algo que o aracnídeo não quererá por certo! No fim de contas tem essa configuração por acaso da vida (à falta de palavra melhor).


Enviar um comentário