sábado, 4 de abril de 2015

Superfloração de tojos!


Ulex latebracteatus
Estamos em março e no alto desta serra com vista para a cidade de Braga a oeste, o intenso e homogéneo amarelo dos tojos abarca-me! O sol que espreita das nuvens realça ainda mais a sua coloração. Lá no alto um olhar atento pelos binóculos revela a forte ondulação marítima e agora percebo a exposição desta encosta, exposta aos ventos atlânticos.



Se é referido constantemente que estas serras estariam cobertas por florestas de carvalhos, então e o lugar destes matagais?
Talvez não fossem tão densos, ou talvez o fossem numa formação mista. Hã tantas perguntas e hipóteses explicativas e especulativas que completarei mais tarde.


O contraste entre uma linha de carvalhos e sobreiros e os tojos, que desce a encosta é arrebatador!

linha de carvalhos que desce a encosta
O local é palco de incursões das gralhas-pretas e da águia-de-asa-redonda (Buteo buteo).



by Rui Faria
Enviar um comentário